Bem vindo!

Bem vindo!

Quem passa sempre por aqui???

Não tem coisa com coisa...

Bem gente, acho que todo mundo anda sabendo das coisas que andam rolando pela nossa selva de pedra que é o Brasil.



Protestos e mais protestos...

Mas , para mim, isso tudo não tem coisa com coisa.

O que tem a ver fazer protesto contra a copa e queimar os ônibus (e depois os mesmos que queimam precisam deles).

Como os protestantes acham que vão fazer a FIFA cancelar a copa quando os estádios estão sendo construídos??!!

E, na minha opinião, protesto deveria ser proibido.

Claro que não é crime protestar, mas no final sempre entram uns caras que não sabem nem o que estão protestando e começam a vandalizar!


Então, queria saber a opinião de vocês sobre os protestos nesse país organizadíssimo. SQN (só que não)



3 comentários:

  1. Neno,gostei muito do novo nome que inventaste pra blog e, pelo que vejo, teremos papos e pensamentos do Neno aqui!

    Os protestos podem existir, claro!
    Liberdade de expressão é assim. Porém, infelizmente, em quase todos que temos visto, há os infiltrados e baderneiros que acabam prejudicando AINDA MAIS o povo!

    Pena!

    beijos da vovó

    ResponderExcluir
  2. oi Nemo

    Eu não entendi direito o que o povo quer, acho que nem eles sabem o que querem.
    Quando foi anunciado que a Copa seria aqui, foi uma alegria tremenda, agora agem desta forma.
    Já não tem ônibus suficiente, e ainda estão queimando vários.
    Para substitui-los vai uma grana grande, e a reposição demora meses.
    Uma pena, que as pessoas estejam protestando desta forma.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Olá Neno, isto dos protestos com vandalismo é muito mau, porque se os estádios custam tanto dinheiro ao Estado e aos Contribuintes, se formos queimar e destruir tudo ainda mais despesas acarretamos para todos e é muito mau. Protestar é um direito que assiste ao povo mas com educação e civismo e sem estragar nada..Beijinhos e desejo-te um bom final de semana. Ailime

    ResponderExcluir

◆ Que bom que você veio! ◆